terça-feira, 29 de março de 2011

outros quintais

se eu não beber teus olhos não serei eu nem mais ninguém quando tocar tua boca desço garganta mais além quando roçar teu íntimo onde o ser é mais intenso jura secreta não penso bebo em teus cios também artur gomes http://juras-secretas.blogspot.com/

sexta-feira, 25 de março de 2011

meus passos na areia











a flor da tua pele
me provoca amor intenso

mas amor é outra coisa
contrária a tudo aquilo
que penso


artur gomes
http://pelegrafia.blogspot.com

pontal foto grafia












aqui
redes em pânico
pescam esqaueletos no mar
esquadras
descobrimento
espinhas de peixe
convento
cabrálias
esperas relento
escamas secas no prato
e um cheiro podre no ar

artur gomes
http://goytacity.blogspot.com

sexta-feira, 18 de março de 2011

parabólica










mal a noite começou e o céu negro desceu sobre o muro do quintal o temporal descia água enquanto alice dormia o seu terceiro sono entre os fios e o poste a única luz da rua desenhou uma teia de aranha na tela e o galo da manhã acorda o dia

artur gomes
http://goytacity.blogspot.com

quinta-feira, 10 de março de 2011

arqueologia da cor 1






poesia: tesão teu nome
transforma ritual & gesto
não presto porque te amo
te amo porque não presto

quinta-feira, 3 de março de 2011

arqueologia da cor








nua estrada crua
carne paixão invento

por aqui nem só beleza
nesses dias de paupéria
nação de tanta riqueza
país de tanta miséria

artur gomes
http://goytacity.blogspot.com

quarta-feira, 2 de março de 2011